segunda-feira, 31 de agosto de 2009

SC barrada no baile do pré-sal?

Teremos mesmo uma nova empresa para administrar a exploração do pré-sal. A Petrosal. Os sindicalistas petroleiros acham isso uma bobagem, mais um cabide de empregos para os amigos do rei. Garantem que a Petrobrás poderia muito bem fazer isso. Mas esse é um outro assunto.

O que quero ressaltar é que Santa Catarina começa mal neste debate sobre o pré-sal. Ontem o presidente Lula ofereceu um jantar no Palácio da Alvorada, reunindo o ministro Lobão e os governadores Sérgio Cabral (RJ), José Serra (SP), e Paulo Hartung (ES), para discutir os royalties da exploração da área do pré-sal.

Só um pouquinho! Não estão faltando convidados neste jantar? O pré-sal começa no Espírito Santo e vem até Santa Catarina. Cadê Luiz Henrique e Roberto Requião nessa “boquinha livre”? Será que seremos garfeados de novo?

O Governo Federal fez um movimento inicial de mexer na partilha dos royalties. Recuou, pela pressão dos cariocas e capixabas. Por hora fica como está.

Lembro que há uma briga entre SC e PR sobre a distribuição de royalties, que tramita há mais de 20 anos na Justiça. Esta, pelo andar da carruagem, já perdemos. Será que vamos para o vinagre mais uma vez?

Se depender da nossa unidade e força política em Brasília, não vamos bem. Faz nove meses que o Porto de Itajaí, destruído pelas enchentes, espera por obras e pela superação da burocracia federal. Semana passada o governador LHS foi à Brasília e obteve promessa de solução do ministro dos Portos, enquanto a senadora Ideli trabalhava em outra direção, querendo que a engenharia do Exército fizesse a recuperação do Porto, a custos menores e sem as irregularidades que acredita ter no pouco que já foi feito em Itajaí, garante a parlamentar petista.

Uma nítida desarticulação entre o governador e a senadora, por razões bem evidentes. Quem perde é o Estado.

Será que no caso do pré-sal vamos repetir esta fragilidade política?

Um comentário:

Mariana disse...

Existem muitas irregularidades no âmbito da politica, mas sempre tentamos que nosso bairro, Moema, tudo seja correto, e se algo acontece sempre tentamos falar com as autoridades correspondentes.

CONTATO COM O BLOGUEIRO